Três ballets de Tchaikovsky

Tchaikovsky compôs 3 dos ballets mais populares em todo o mundo: O Lago dos Cisnes em 1877, seu primeiro ballet ; A Bela Adormecida em 1890, considerado um de seus melhores trabalhos; e o O Quebra-Nozes em 1892.

O Lago dos cisnes

Tchaikovsky compôs a obra, mas não era especialista em música para ballet, o que fez de O Lago dos Cisnes o primeiro ballet composto por um compositor de sinfonias e concertos. Para criar a obra, o compositor russo se inspirou em compositores como Léon Minkus e Cesare Pugni.

Neste vídeo temos uma belíssima montagem do ballet que conta com Rudolf Nureyev como Sigfried e Margot Fonteyn como Odile-Odette.

A Bela Adormecida

Baseado no conto de fadas francês de Charles Perrault, Tchaikovsky escreveu a obra entre os anos de 1888 a 1889. A Bela Adormecida é considerado o mais substancial dos três ballets de Tchaikovsky, e também aquele que estabeleceu o padrão pelo qual começaram a medir-se todas as grandes companhias de ballet do mundo.

Veja aqui o que já falamos sobre este belíssimo ballet.

 

 

 

O quebra-nozes

Tem sua trilha sonora reconhecida como uma das peças mais populares e famosas da música, O Quebra-Nozes foi um ballet que veio marcar a afirmação da Rússia como o grande centro mundial da dança, ao invés da França. Este talvez seja o ballet mais popular de todos os tempos, com muitas montagens em vários teatros em todo o mundo.

 

 

 

Esta montagem de Dezembro de 2012 é certamente uma das mais lindas que temos no Youtube.

Três sinfonias de Tchaikovsky

 

Piotr Ilitch Tchaikovsky nasceu em São Petesburgo na Rússia, no dia 7 de Maio de 1840 e morreu no dia 6 de Novembro de 1893. Ele compôs sinfonias, concertos, óperas, ballets, música litúrgica e música de câmara.

Tchaikovsky se destacou por conseguir introduzir muita emoção em suas obras, tinha o dom de aprofundar as emoções em suas composições. Suas harmonias e melodias são ricas e vivas, cheias de tensões e de contrastes. Outro ponto de destaque é o fato de que suas harmonias apresentavam mudanças de tonalidades se alinhando à modelação da composição ocidental. Aí percebemos uma forte inspiração em seu compositor preferido: Mozart.

Hoje indicamos três obras deste compositor russo romântico: suas sinfonias de número 4, 5 e 6.

Symphony #4 In F Minor, Op. 36 1. Andante Sostenuto, Moderato Con Anima. 2. Andantino In Modo Di Canzona. 3. Scherzo_Pizzicato Ostinato, Allegro. 4. Finale_ Allegro Con Fuoco.

Symphony #5 In E Minor, Op. 64 1. Andante, Allegro Con Anima. 2. Andante Cantabile, Con Alcuna Licenza. 3. Valse_ Allegro Moderato. 4. Finale_ Andante Maestoso, Allegro Vivo.

Symphony #6 In B Minor, Op. 74, _Pathétique 1. Adagio, Allegro Non Troppo. 2. Allegro Con Grazia. 3. Allegro Molto Vivace. 4. Finale_ Adagio Lamentoso, Andante.

1200px-S7001904

Também recomendamos uma visita ao site e à página da wikpédia do Museu Casa onde ele viveu os dois últimos anos de sua vida, e que antes era casa de campo de sua família;

http://www.museum.ru/mscreg/e5_hist.htm

https://en.wikipedia.org/wiki/Tchaikovsky_State_House-Museum

A Bela Adormecida de Tchaikovsky

O elenco original da produção de 1980 do Teatro Mariinsky em São Petesburgo. 

A Bela Adormecida é um ballet de um prólogo e três ato composto por Tchaikovsky. O cenário original foi concebido por Ivan Vsevolojsky, e a coreografia original é de Marius Petipa. Baseado no contos de fadas de Charles Perrault, sua estreia ocorreu no Teatro Mariinsky em São Petersburgo no dia 5 de Janeiro de 1890.

krasavitsa

Carlotta Brianza como Princesa Aurora e Pavel Gerdt como Príncipe Désiré, na montagem original de ‘A Bela Adormecida’.

De uma maneira geral, a música de Tchaikovsky é muito baseada na melodia, mas em A Bela Adormecida o compositor também destacou a harmonia, acrescentando muita dramaticidade ao ballet. A obra é típica de seu período – romântico tardio – e nela Tchaikovsky faz muito uso dos efeitos orquestrais, elemento em que o compositor russo é mestre.

sleeping_beauty_royal_ballet_2008

Alexandra Ansanelli como Princesa Aurora e David Makhateli como Príncipe Florimund em uma produção do Royal Ballet de ‘A Bela Adormecida’ em  29 April 2008.

Messias

“Messias” é um oratório de Handel com 51 movimentos divididos em 3 partes. Composto em 1741, a obra conta com o libreto de Charles Jennens, que fez uma criteriosa recolha de versículos e escrituras do Velho e Novo Testamentos arranjados num “argumento” em três partes (como ele o descreveu). A obra estreou-se em Dublin, no período da Páscoa de 1742.

À epoca, o texto suscitou controvérsia com jornais ponderando sobre sua natureza “blasfema”. A obra acabada, contudo, teve outra receptividade, sendo elogiada em Berlim e depois em Londres. Händel fez várias revisões subsequentes, incluindo uma versão criada em 1754 para o “Thomas Coram’s Foudling Hospital” (fundação para a educação de crianças abandonadas à qual Händel passa a dedicar mais tempo a partir de 1749). Atualmente ainda é um obra muito apreciada e requisitada para os eventos natalícios, embora frequentemente apenas a 1ª Parte e o “Aleluia” (com que encerra a 2ª Parte) sejam interpretados, não respeitando a integridade da oratória.

A tradição historiográfica romântica registrou, deturpadamente, que quando na primeira apresentação do “Messiah” em Londres – onde o rei de Inglaterra, George II, estava presente – o coro começou a entoar as primeiras notas do “Aleluia”, o rei, embevecido e impressionado com a portentosidade e a beleza daquela música, automaticamente levantou-se de sua poltrona. Quando os presentes viram que o rei estava em pé, toda a audiência ergueu-se e permaneceu em pé durante a execução do “Aleluia” do “Messias” de Handel.

Indico vivamente a gravação sob a regência de Sir Neville Marriner e aproveito para desejar um feliz Natal para todas as famílias que vêm nos acompanhando nessa jornada musical. Até 2019!

Rinaldo

Rinaldo

“Rinaldo” é uma ópera de George Frideric Handel, composta em 1711, e foi a primeira ópera em língua italiana escrita especificamente para o palco de Londres. O libreto foi feito por Giacomo Rossi a partir de um cenário fornecido por Aaron Hill. A opera foi montada pela primeira vez no Queen’s Theatre em Haymarket, em Londres, em 24 de fevereiro de 1711. Trata-se de uma história de amor, guerra e redenção, que se passa na época da Primeira Cruzada , é vagamente baseado no poema épico de Torquato Tasso Gerusalemme liberata (“Jerusalém entregue”). Fez muito sucesso com o público, apesar das reações negativas dos críticos.

Handel compôs Rinaldo rapidamente, pegando emprestado e adaptando músicas de óperas e outras obras que compôs durante uma longa estada na Itália nos anos 1706-10, período em que ele estabeleceu uma reputação considerável. Nos anos seguintes à estréia, o compositor fez inúmeras alterações na obra. Rinaldo é considerado pelos críticos como uma das maiores óperas de Handel e é uma peça de concerto popular. Handel passou a dominar a ópera na Inglaterra por várias décadas. Rinaldo foi reavivado em Londres regularmente até 1717, e foi uma versão revisada em 1731; de todas as óperas de Handel, Rinaldo foi o mais realizado durante sua vida. Depois de 1731, no entanto, a ópera não foi encenada por mais de 200 anos. Interesse renovado na ópera barroca durante o século XX levou à primeira produção profissional moderna no local de nascimento de Handel, Halle, Alemanha, em 1954.

Acima está minha gravação preferida da ópera, com os cantores Bartoli e Daniels. Gosto especialmente da famosa ária de soprano “Lascia ch’io pianga“.

 

A música aquática

“Música aquática” é uma peça composta por George Frideric Handel. Sua estréia foi em 17 de julho de 1717, em resposta ao pedido do Rei George I para um concerto no Rio Tamisa. A música foi composta para uma orquestra relativamente grande, tornando-a adequada para apresentações ao ar livre. Ela se inicia com uma abertura francesa e inclui minuetos, bourrées e hornpipes. Está dividida em três suítes e talvez seja a obra mais famosa do compositor alemão.

Acredita-se que Handel compôs a peça em retribuição a um favor do Rei George I. Handel tinha sido empregado pelo futuro Rei George antes de esse suceder ao trono britânico. O compositor supostamente caiu em desgraça por se mudar para Londres durante o reinado da Rainha Anne. Esta história foi relatada pela primeira vez pelo biógrafo de Handel, John Mainwaring; embora possa ter algum fundamento na verdade, a história contada por Mainwaring foi posta em dúvida por alguns estudiosos de Handel.

A gravação sob a regência de Trevor Pinnock é seguramente a minha preferida da obra.

Giulio Cesare in Egitto

 

Giulio Cesare in Egitto é uma ópera em três atos de Handel composta em dezembro de 1723 e que teve sua estreia em 20 de fevereiro de 1724 no King’s Theatre em Londres, quando a carreira lírica do compositor estava no auge. A primeira montagem da ópera contou com vários cantores de renome na época.

O enredo retrata alguns personagens como indivíduos fortes e complexos, o que permitiu a Handel jogar com um amplo leque emocional. César é mostrado na ópera como o típico grande herói, comparado a Hércules (ou Alcide, no libreto italiano). Cleópatra tem uma personalidade multifacetada, revelando astúcia política, capacidade de sedução, força e emotividade. Ptolomeu (ou Tolomeo, no libreto italiano), irmão de Cleópatra é o grande vilão, traiçoeiro, lascivo e usurpador. Cornélia e Sexto, seu filho com Pompeu, mostram personalidades bem mais estáticas e seus papéis giram continuamente em torno do sofrimento com a morte do esposo (no caso de Cornélia) e o desejo de vingança contra Ptolomeu (no caso de Sexto).

A ópera foi reapresentada cerca de dez vezes entre janeiro e fevereiro de 1725. Na ocasião, o autor fez diversas modificações, reduzindo alguns recitativos e diminuindo ainda mais a importância dos papéis de Cúrio e Nirenus, que se tornou um personagem silencioso. Mas Nirenus acabou ganhando mais destaque em novas mudanças na mesma temporada. Giulio Cesare voltou a ser encenada em Londres por nove vezes entre janeiro e março de 1730, incluindo novas modificações do autor como árias adicionais para Cleópatra. Outras quatro apresentações ocorreram em fevereiro de 1732.

 

511lslvOGyL

Indico a peça executada sob a regência de dois grandes maestros: René Jacobs e Marc Minkowski.